VISITANTES   411.137
JOANA SCHENKER REVALIDA TÍTULO DE MISS SUMOL

                                        Image

A lusa-germânica Joana Schenker venceu a prova a contar para o Circuito Europeu de Bodyboard, European Surfing Federation, revalidando o título e sagrando-se MISS SUMOL 2015.
Tal como em 2014, a luta foi renhida com Catarina Sousa, que agora cedeu apenas por 0.75 pontos.

A final foi animada, com Marta Leitão a tomar a liderança da bateria, para pouco depois Teresa Almeida, a campeã do Mundo ISA 2014, a retirar desse posto, enquanto Joana Schenker continuava sem apanhar ondas.
Entretanto, Catarina Sousa faz uma onda de 7.50 pontos e assume a frente da bateria, mas não demoraria muito tempo para a Miss Sumol em título reclamar a sua coroa e, primeiro, com uma onda de 7.50 e, depois, com uma outra de 5.50, arrebatou o primeiro lugar pra não mais o largar.
Catarina Sousa ainda conseguiu ameaçar a posição da luso-germânica, mas a onda de 5.00 pontos foi insuficiente. Teresa Almeida ainda tentou responder, mas nunca foi capaz de o fazer, terminando com um total de 9.80 pontos, enquanto Marta Leitão, que na meia-final se lesionou e entrou na água dorida, também nunca encontrou a onda que lhe possibilitasse almejar a outro lugar da final que não o quarto, com 8.35 pontos.

                                        Image

Joana Schenker voltou a ser imperial na praia da Costa Nova, em Ílhavo, vencendo os três heats que disputou, somando os três melhores scores da prova (13.00, 13.00 e 12.40 pontos) e ainda conseguindo as duas melhores ondas da competição (8.00 e 7.50 pontos). Durante a competição foram surfadas 140 ondas.
Com esta vitória, Joana Schenker reforçou a sua liderança no Circuito Europeu, quando falta disputar apenas uma prova, na ilha da Madeira.
Madalena Padrela, a mais jovem competidora da prova do Circuito Europeu, com apenas 11 anos de idade, foi a eleita Miss Simpatia.
O dia nasceu novamente sob ameaça de nevoeiro, no entanto, ao contrário da véspera, rapidamente o Sol tomou conta da praia, aproveitando a organização para logo às 10h00 colocar a prova em marcha.
De forma intercalada com a competição europeia de bodyboard, a XI MISS SUMOL CUP by Entreposto A. Fontes realizou uma prova de qualificação para atribuir um convite para a prova, de amanhã, do Circuito Nacional de Surf Open Feminino.

                                        Image

Joana Ribeiro foi a vencedora do qualifying, mas questões profissionais impedem-na de estar presente para competir entre as melhores surfistas nacionais, pelo que quem figurará na grelha de baterias da prova de amanhã será Mariana Gonçalves, que terminou a final do qualifying em segundo lugar, tendo Beatriz Faneca e Luísa Meneses ocupado os dois postos finais, respectivamente.
Assim, Mariana Gonçalves, que vem de Viana do Castelo, irá competir com as melhores surfistas nacionais, entre as quais figura a campeã nacional em título, Teresa Bonvalot, que pode repetir o feito de 2014, novamente em Ílhavo.
A atleta de Cascais chega à Costa Nova com a possibilidade de revalidar já o título nacional, quando ficará a faltar uma prova, podendo as suas adversárias, no máximo, aproximar-se dela na classificação. Carina Duarte certamente terá isso na mente.
Teresa Bonvalot pode aos 15 anos sagrar-se bicampeã nacional, feito inédito e que a Costa Nova pode servir de cenário. Se verá!
"Espero que o Campeonato seja brindado com boas ondas e bom tempo. Espero também bom convívio e espírito entre todas as participantes", afirma Teresa Bonvalot, que sendo a triunfadora de 2014 na Costa Nova, não se diz mais pressionada: "Cada prova é um momento diferente. Uma das belezas do surf é encontrarmos condições que estão sempre em mutação, quer seja porque estamos dependentes da natureza quer também por reação dos outros competidores".

                                        Image

Sobre a prova mais feminina do surf nacional, que apadrinhou o seu primeiro título nacional, a atleta de 15 anos de idade é elogiosa: "A Miss Sumol Cup é um campeonato divertido e acessível a qualquer surfista independentemente do seu nível, por isso é uma óptima oportunidade para se iniciar e tomar o gosto pela competição. Eu comecei a olhar para o surf de forma diferente a partir do momento em que participei numa prova similar".
A entrar na recta final, a edição 11 da Miss Sumol Cup terá amanhã um dia preenchido com a competição a contar para o Nacional de Surf, para a qual o check-in das atletas está agendado para as 8h30.

DECLARAÇÕES DAS FINALISTAS DO EUROPEU DE BODYBOARD


                                        Image

JOANA SCHENKER (1º lugar) - "O fim-de-semana não podia ter corrido melhor. Se tivesse traçado um plano para este campeonato não teria sido tão perfeito. Na final comecei nervosa e as boas ondas não eram muitas e eu precisava de uma nota alta. Esperei, consegui encontrá-la, porque com a maré a mudar as ondas boas não eram muitas. Penso que os dias anteriores foram importantes para perceber o mar. Estou mais perto do título europeu, novamente, mas é preciso manter o foco até ao fim".

                                        Image 

CATARINA SOUSA (2º lugar) - "A final foi a bateria que surfei melhor, pelo menos estive mais enquadrada com as ondas. Queria muito ganhar. Em 2014 não me importei muito, porque a Joana já merecia, mas este ano queria muito conquistar o «tri»... Não esteve longe, mas, apesar de ter conseguido uma grande onda a começar, a segunda onda demorou muito. Gostei muito, ainda trouxe duas alunas e estivemos três Boogie Chicks na final".

                                        Image 

TERESA ALMEIDA (3º lugar) - "Senti-me bem na água, estava confiante, mas a maré começou a encher e isso mudou o mar. As ondas que apanhei não eram as melhores e depois não houve ondas. Com este resultado chegar ao título europeu fica difícil".

                                        Image 

MARTA LEITÃO (4º lugar) - "Estava lesionada e entrei um pouco apreensiva, mas penso que me faltou uma onda boa. Com a maré a encher as ondas mudaram! Estou sempre satisfeita, no Europeu a final era o meu objectivo, pelo que estou contente com a minha prestação global, sendo que a final foi o heat que me correu pior".

Até ao final da XI Miss Sumol Cup by Entreposto A. Fontes, agendado para dia 1 de Setembro, quem quiser pode experimentar com o auxílio de quem sabe. E que a coisa é espectacular, pelo menos à vista, não à dúvida. De resto pelo areal a animação muito, com passatempos, massagens, tratamentos de beleza (ou não fosse este o evento mais charmoso e feminino do bodyboard e surf europeu) e, claro, actividades de iniciação ao surf e bodyboard e ainda de slackline.